domingo, 26

de

junho

de

2022

ACESSE NO 

Bombeiros entram no quinto dia de buscas a pescador no rio Iguaçu

Últimas Notícias

- Ads -

Arnildo Moacir de Souza tem 60 anos

Equipes do Corpo de Bombeiros encerraram nesta segunda-feira, 11, o quarto dia de buscas ao corpo de Arnildo Moacir de Souza, de 60 anos. Ele desapareceu nas águas do rio Iguaçu, na localidade de Felipe Schmidt na sexta-feira, 8.

Uma equipe de busca composta por quatro bombeiros militares e oito militares da Marinha do Brasil trabalharam no local neste domingo e segunda. Estão sendo empregados nas buscas duas embarcações do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), uma embarcação e um jet-ski da Marinha do Brasil e uma embarcação do Corpo de Bombeiros Militar do Paraná (CBMPR). As buscas foram retomadas nesta terça-feira, 12.

Aflita, a família reclama da falta de um mergulhador. Segundo uma das filhas de Arnildo, a comunidade está ajudando com dez barcos.

Os bombeiros destacam as dificuldades do resgate considerando a cheia e a correnteza do rio.

Na noite desta segunda, 11, o Corpo de Bombeiros de Canoinhas encaminhou uma nota à imprensa informando que nas buscas desta terça-feira, 12, está sendo empregada no local uma equipe de busca composta por sete bombeiros militares/comunitários do CBMSC – incluindo dois mergulhadores, além de oito militares da Marinha do Brasil e três bombeiros militares do CBMPR, de São Mateus do Sul.

Arnildo era morador da localidade de Felipe Schmidt. Pessoas que estavam no local pescando disseram que ele estava sozinho em uma embarcação. Porém, pouco depois, Arnildo havia sumido e estava somente o barco girando na água. O acidente teria acontecido para baixo da balsa da localidade. Há suspeita de que ele tenha sofrido um mal súbito e caído no rio.