quinta-feira, 23

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Bombeiro visita bebê salvo com ajuda da equipe de socorristas de Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Ocorrência foi registrada na noite de sábado, 16

 

 

Nesta terça-feira, 19, o bombeiro Lemos, da corporação de Canoinhas, visitou na Maternidade do Hospital Santa Cruz, o pequeno Nicolas, que nasceu no sábado, 16, e foi salvo pelos bombeiros de Canoinhas.

 

 

Por volta das 23h30 de sábado, os bombeiros foram acionados para auxiliar a mãe Andreia, de 23 anos, ainda gestante, que já estava sentindo as dores do parto. No entanto, ao chegarem à casa da família, que fica no bairro Piedade, os bombeiros profissionais Lemos e Alves e a bombeira comunitária Camila, viram que o bebê já havia acabado de nascer e encontraram a mãe, deitada com o recém-nascido abaixo de suas pernas, na cama, ainda interligados pelo cordão umbilical.

 

 

Segundo o relato da equipe, a mãe estava bem, consciente e orientada, sinais vitais estáveis, queixando-se de dores abdominais. Já o recém-nascido estava arroxeado, inconsciente e não apresentava respiração.

 

 

O pai da criança relatou que acompanhou o nascimento e que Nicolas havia nascido com o cordão umbilical entrelaçado ao pescoço e ele o retirou.

 

 

 

Como Nicolas não respirava, os bombeiros utilizaram a perinha neonatal para aspiração das vias aéreas e realizaram manobras de desobstrução de vias aéreas para lactante e tapotagem (técnica de fisioterapia respiratória, com manobras e percussões pulmonares) e para o alívio dos pais, já no primeiro ciclo de tentativa dos bombeiros, a criança começou a chorar.

 

 

 

Em seguida, os socorristas realizaram o pinçamento e o corte do cordão umbilical,  fizeram a limpeza do bebê e o colocaram no colo de sua mãe. Juntos, Nicolas e a mãe Andreia foram encaminhados a Maternidade do Hospital Santa Cruz para cuidados médicos.

 

 

 

“A mãe ficou muito agradecida e emocionada ao me rever, e agradeceu pela flor que levamos pra ela”, contou o bombeiro Lemos.

 

 

Mãe e criança passam bem, segundo o socorristas. “Por ter nascido prematuro, o bebê ainda está pegando um pouco de peso, mas esta semana ainda mãe e filho devem receber alta”, afirmou Lemos.

 

Bombeira Comunitária Camila, que participou do auxílio na noite de sábado/Reprodução