Bolsonaristas de Canoinhas devem concorrer pelo PSL nas eleições municipais


Ideia é aguardar a janela para transferência partidária

 

NÃO TÃO RÁPIDO

Quem assistiu a entrevista do presidente do PSL Canoinhas, André Ramon Flenik, no sábado, 23, aqui na coluna, percebeu que não há dúvidas sobre a troca de partido que a maior parte dos peeselistas do Município devem fazer com o advento do Aliança Pelo Brasil, novo partido do presidente Jair Bolsonaro.

 

 

 

Logo após o evento de lançamento do partido na quinta-feira, 21, depois da entrevista gravada com Flenik, Bolsonaro disse que caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não permita a coleta de assinaturas digitais, o Aliança pelo Brasil não ficará pronto a tempo de poder disputar as eleições municipais de 2020. Para poder disputar o próximo pleito, o partido deve ser criado até março. 

 

 

 

 

Questionado, Flenik disse que a tendência é que os bolsonaristas se mantenham no PSL, com a possibilidade de disputar as eleições no partido. Depois, assim que abrir uma janela para troca partidária, eles devem migrar para o Aliança. “A recomendação é permanecer no PSL para as candidaturas até quando o Aliança tiver todos os requisitos legais para candidatura. Ao menos aqui em Santa Catarina essa transição está sendo tranquila”, afirmou.

 

 

 

 

 

 

 

“O número escolhido é o 38, é um bom número, tínhamos poucas opções”

do presidente Bolsonaro, anunciando o número que faz apologia ao calibre mais popular de revólveres

 

 

 

 

 

 

ELETRÔNICAS

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir nesta terça-feira, 26, se a Justiça pode aceitar assinaturas eletrônicas de eleitores para formação de um partido político. A decisão implica diretamente na criação do Aliança pelo Brasil.

 

 

 

Para lançar candidatos a prefeito  e vereador em 2020, Bolsonaro precisa reunir 491.937 assinaturas que precisam ser checadas pela Justiça Eleitoral até março de 2020.

 

 

 

 

 

 

ALIANÇA

O PSL de Canoinhas estuda se aliar ao Podemos, o partido do ex-senador Alvaro Dias, candidato derrotado às eleições do ano passado. Na sexta-feira, 22, aconteceu uma reunião do Podemos em Canoinhas. Um oficial da Marinha, canoinhense, filiado ao Podemos, está sendo sondado para assumir a candidatura a prefeito de Canoinhas na possibilidade de o PSL costurar uma coligação com o Podemos.

 

 

 

 

 

 

ALVO

Na entrevista de sábado à coluna, André Flenik foi preciso no alvo que o PSL pretende atingir para desestabilizar a campanha à reeleição de Beto Passos (PSD). “Beto Passos se elegeu como o candidato da renovação, mas o que há de novo em colocar Edmilson Verka no seu secretariado? “, questionou.

 

 

 

Verka é secretário de Desenvolvimento Econômico do governo Passos e, como bem lembrou Flenik, ocupou o mesmo cargo no governo Beto Faria (MDB), além de ter sido vice-prefeito de Leoberto Weinert (MDB).

 

 

 

 

 

 

 

CARDÁPIO

Célio Galeski (PL) segue sondando para qual partido deve migrar, como de costume, em ano pré-eleitoral.

 

 

 

 

 

 

 

 

AVANÇAR CIDADES

Canoinhas está credenciada a receber recursos do Avançar Cidades, programa do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) conforme anúncio feito na semana passada. Da região, Mafra, Irineópolis, Major Vieira, Monte Castelo, Papanduva e Três Barras também estão credenciados. “Entre anunciar que estamos credenciados e sair o financiamento é uma jornada”, ponderou o prefeito Beto Passos (PSD).

 

 

 

 

 

63 CIDADES

No total, são 63 cidades catarinenses credenciadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para a quarta etapa do ano de financiamentos através do programa Avançar Cidades, que visa obras de mobilidade e melhorias no trânsito de cidades com menos de 250 mil habitantes no país. 

 

 

 

 

 

 

MAIS ASFALTO

A empresa Prado e Prado venceu o processo licitatório para asfaltar trechos das ruas Henrique Sorg, José Samuel Schmidt, Cel. Januário Corte, Curitibanos, Alfredo Maier e João Sabatke, com o fornecimento de todo o material e mão de obra necessária. Custo total de R$ 3,49 milhões.

 

 

 

 

 

 

MOMENTO HISTÓRICO

Depois de 40 anos o contador canoinhense Jorge Stocker reunir a sua turma da classe de nascidos em 1960 que serviu no 15º Grupamento do Exército,  sediado na Lapa, em 1979. “Considerando que muitos já faleceram outros estão espalhados por esse Brasil afora, consegui trazer mais de 100 veteranos para esse primeiro encontro’, comemora Stocker.

 

 

 

O encontro aconteceu no dia 9 de novembro no Restaurante Vinhelo, em Canoinhas.

 

 

 

 

 

 

 

 

COOPERAÇÃO

Os vereadores tresbarrenses aprovaram na quarta-feira, 20, projeto de lei que autoriza o executivo a firmar um termo de colaboração com a Fundação Hospitalar de Três Barras visando a manutenção de serviços na área de saúde. Em tese, o projeto autoriza a manutenção dos serviços já prestados em 2019, também para o ano de 2020. O texto teve parecer unânime.





Deixe seu comentário: