Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

sexta-feira, 21

de

junho

de

2024

ACESSE NO 

Como doar para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul? Veja os canais oficiais

Atuação de advogados em júri irrita policiais civis de Canoinhas

Últimas Notícias

Delegado que ajudou na investigação divulgou nota

TENSÃO

- Ads -

Policiais da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas encararam o resultado do mais longo tribunal do júri da história recente da comarca como uma questão de honra. A banca formada por Claudio Dalledone Junior arrastou os depoimentos por seis dias. Somente o delegado Darci Nadal Junior e o agente de polícia Jean foram sabatinados por mais de 20 horas, ouvindo a todo o momento que havia falhas na investigação. Mesmo assim, os três réus foram condenados.

Rui Orestes Kuchnir, delegado de entrância especial atualmente titular da DPCAMI de Jaraguá do Sul e que atuou em Canoinhas, trabalhando, inclusive, neste caso, fez questão de escrever uma nota em tom de desabafo. Leia abaixo:

“De fato estava certo o defensor. Agora a verdade foi mostrada para a sociedade canoinhense. Conforme, dito em entrevista à imprensa pelo nobre tribuno que fez a defesa dos réus, a investigação estaria cercada por falhas e a verdade seria mostrada para a sociedade.

Talvez tenha esquecido o advogado recoberto pelo toca que remonta aos tempos napoleônicas que a DIC de Canoinhas é considerada uma das melhores do Estado de SC e quando tentou desmoralizar os delegados de Polícia dizendo que não sabem investigar e que querem ser juízes, esqueceu também de que a Polícia Civil de Santa Catarina é a melhor do Brasil, sendo comandada por delegados de Polícia.

Nem mesmo o número ímpar de treze defensores conseguiu desconstituir as provas produzidas pela Polícia Civil. Impecável foi a investigação. De nada adiantou a formação de conjecturas infundadas e antecipação de veredito. Ao final o que se via eram os semblantes fúnebres da defesa.

Por aqui passaram grandes tribunos do júri a exemplo do saudoso Neuzildo Borba Fernandes, mas, não tenho lembranças de algum que tenha sido tão desrespeitoso com a Polícia Civil como estes. Muitos da sociedade canoinhense falavam aos quatro cantos por aí que a banca de defensores havia esmagado a investigação policial. Tolos.

Estavam enganados. Menosprezaram mais uma vez a Polícia Civil. Espero que a partir de hoje tenham orgulho da PC de Canoinhas, pois, nem mesmo uma banca composta por treze advogados conseguiu refutar as robustas provas amealhadas pela PC de Canoinhas. Talvez tenham esquecido os nobres defensores que a PC de Canoinhas em investigação desse porte conta com colaboração de muitos policiais civis que deixam suas famílias e se dedicam em tempo integral as investigações. Eu mesmo participei dessa investigação em colaboração com o delegado Nadal, pois, estava delegado regional a época e posso afirmar com certeza que a investigação foi irretocável. Parabéns Ministério Público e parabéns DIC de Canoinhas, equipe que criei anos atrás. Agora, a sociedade canoinhense realmente tomou conhecimento do que de fato aconteceu. A condenação dos réus.”






UBSs

Para ampliar o acesso aos cuidados primários em Santa Catarina, o Ministério da Saúde vai investir R$ 1,3 bilhão em 2024, um aumento de 24,4% em relação aos R$ 1 bilhão aplicados no ano anterior. Este aumento faz parte de um esforço nacional, com um acréscimo de 28% em comparação com o ano passado, totalizando um repasse previsto de R$ 35 bilhões para este ano, em contraste com os R$ 27,3 bilhões executados em 2023. Essa medida visa aprimorar e fortalecer o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), por meio do aumento dos repasses e da retomada das equipes multiprofissionais.






​  ‌  

IMPEDIMENTOS

O deputado Altair Silva (PP) protocolou o projeto de lei 197/2024 que cria impedimentos para ocupantes e invasores de terras rurais e urbanas em Santa Catarina. De acordo com a iniciativa, essas pessoas não poderão receber auxílios, benefícios ou, ainda, serem contemplados por programas do governo estadual. O anúncio foi feito durante sessão ordinária desta terça-feira, 7, do programa Alesc Itinerante, em Blumenau.

A proposta também estabelece que os invasores, ou ocupantes, não poderão assumir cargo ou função pública do governo estadual. A intenção da proposta é proteger os proprietários rurais e o estado democrático de direito.





LUTO

Starbak Schneider (foto), presidente da Câmara de Vereadores de Treze Tílias, município do Meio-Oeste de Santa Catarina, morreu neste domingo, 12. Há três dias, ele publicou um vídeo nas redes sociais avisando que estava no Rio Grande do Sul para ajudar as vítimas da enchente histórica que atingiu o estado gaúcho. As causas da morte não foram divulgadas.




QUESTÃO DE ESTADO

O deputado Marcius Machado, líder do PL na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, recebeu diárias de viagem da Alesc enquanto participava de um treinamento de coach em São Paulo na semana passada. A colunista da NSC, Dagmara Spautz, apurou que o parlamentar recebeu R$ 5 mil por três diárias na Capital paulista.





CUSTOS

Com o objetivo de reduzir custos com a folha de pessoal e renovar equipes, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) lançou um plano de demissão incentivada. A expectativa é de que cerca de 400 servidores optem por se aposentar e a economia, com isso, foi estimada em torno de R$ 240 milhões em 10 anos.





EXPECTATIVA

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina discute nesta quarta-feira, 15, a competência da desembargadora Cinthia Bittencourt Schaefer para ser a relatora no Tribunal dos casos que desceram para o primeiro grau.

- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?