Atlético-MG goleia Flamengo e chega à vice-liderança do Brasileirão


Pedro Souza

Rubro-Negro desperdiçou mais uma chance de assumir ponta da tabela

 

O empate entre Internacional e Coritiba por 2 a 2, neste domingo, 8, dava ao Flamengo a chance de assumir a liderança da série A Campeonato Brasileiro se derrotasse o Atlético-MG, no Mineirão. O Galo tratou de acabar com a esperança rubro-negra rapidamente. Aos 7 minutos do primeiro tempo, a equipe do técnico Jorge Sampaoli já vencia por 2 a 0. No fim, vitória do time da casa por 4 a 0, que valeu a vice-liderança da competição, com 35 pontos.

 

 

Apesar do placar elástico, quem começou no ataque foi o Flamengo. Logo aos dois minutos, Éverton Ribeiro chutou de perna esquerda, de fora da área, e a bola passou perto. Na primeira tentativa do Galo veio o gol. Savarino ganhou de Filipe Luís na corrida pela direita e cruzou rasteiro. Eduardo Sasha, de biquinho, completou no canto direito de Hugo.

 

 

O Flamengo sentiu o gol e não demorou muito para o segundo sair. Savarino avançou, novamente, nas costas de Filipe Luís, e passou para Keno. O atacante teve liberdade e finalizou de perna direita para ampliar. O Galo recuou. O Rubro-Negro foi para frente e até criou boas chances, duas delas com o zagueiro Natan, de cabeça, mas a bola não entrou.

 

 

 

 

No segundo tempo o Flamengo voltou melhor e pressionou o Atlético desde o início. A melhor chance veio no segundo minuto de jogo, quando Pedro completou cruzamento de Filipe Luís, obrigando Everson a fazer grande defesa. No rebote, sozinho, Bruno Henrique chutou no travessão.

 

 

Apesar de tentar reagir, o Flamengo voltou a errar no sistema defensivo e o Galo construiu a goleada. Aos 13 minutos, Guilherme Arana cruzou para Sasha, de peixinho, fazer o terceiro. No fim, em mais um passe de Savarino, Zaracho, que havia acabado de entrar, tocou de primeira para marcar o quarto.

 

 

Na próxima rodada, o Atlético-MG enfrenta o Corinthians, sábado, 14, às 19h (horário de Brasília), na Neo Química Arena. O Flamengo pega o Atlético-GO, no mesmo dia, às 21h30min, no Maracanã. Antes, no mesmo estádio, na quarta-feira, 11, o Rubro-Negro encara o São Paulo pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

 

 

OUTROS JOGOS

Mais cedo, o Vasco perdeu por 1 a 0 do Palmeiras, em São Januário, na estreia do técnico português Abel Ferreira a frente do Verdão. O resultado empurrou o Cruzmatino para a zona de rebaixamento. Quem garantiu o triunfo alviverde neste domingo, 8, foi Luiz Adriano, aos 27 minutos do segundo tempo. Ele cobrou um pênalti, defendido pelo goleiro Fernando Miguel, mas ele próprio aproveitou o rebote e mandou para o fundo da rede.

 

 

A 20ª rodada da Série A teve ainda três jogos a partir das 18h15. Bragantino e Santos empataram em 1 a 1 em Bragança Paulista (SP). Os gols saíram no segundo tempo: aos 18 minutos, Soltedo abriu o placar para o Peixe. Antes de entrar, a bola desviou no braço de Léo Ortiz, zagueiro adversário. Mas ele se redimiu, e arrancou o empate do Bragantino, com um gol de cabeça, já aos 50 minutos.

 

 

O Bahia fez 1 a 0 no Botafogo, jogando em Salvador, com um pênalti polêmico, marcado no último minuto do jogo. O atacante Gilberto chutou forte ao gol, mas a bola desviou na perna de Marcelo antes de bater no braço do zagueiro alvinegro Marcelo Benevenuto. O árbitro assinalou pênalti, e após rever o lance com auxílio do VAR, ratificou a decisão. Rodriguinho cobrou e garantiu a vitória do Tricolor Baiano. O Com a derrota, o Alvinegro carioca caiu para o Z4.

 

ATHLETICO-PR VENCE FORTALEZA DE VIRADA NA ARENA DA BAIXADA

Com dois gols no segundo tempo, o Athletico-PR derrotou o Fortaleza por 2 a 1, de virada, em Curitiba, e interrompeu uma série de sete jogos sem vitórias. Com o resultado, o Furacão chegou a 19 pontos, mas ainda não deixou a zona de rebaixamento, ocupando momentaneamente a 17ª posição. Já o Tricolor estacionou nos 24 pontos e pode perder posições com a conclusão da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

 

O Fortaleza foi melhor no primeiro tempo na Arena da Baixada. Logo aos três minutos, Santos tentou tocar para Thiago Heleno e Bergson recuperou a bola. Na hora da finalização, o atacante acabou chutando fraco e Pedro Henrique salvou em cima da linha.

 

 

Os visitantes quase abriram o marcador aos 16 minutos. Bergson cruzou na área, mas Osvaldo não chegou a tempo para arrematar. No minuto seguinte, veio o gol. David recebeu de Gabriel Dias e tocou para Bergson. O camisa 29 chutou com categoria para marcar o primeiro na Arena.

 

 

O Tricolor quase ampliou aos 30 minutos. David passou para Osvaldo, que chutou forte e obrigou o goleiro Santos a fazer grande defesa. No lance seguinte, o goleiro quase entregou. Após cruzamento de Gabriel Dias, Santos saiu mal e a bola sobrou para Bergson, que cabeceou por cobertura. Pedro Henrique apareceu novamente para salvar o gol do Fortaleza.

 

 

SÃO PAULO VENCE GOIÁS DE VIRADA E ENCOSTA NOS LÍDERES DO BRASILEIRÃO

Mesmo tomando um susto no primeiro tempo, o São Paulo venceu o Goiás de virada por 2 a 1, no Morumbi e mostrou que está firme na luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor chegou a 33 pontos, dois a menos que Flamengo e Internacional, que ainda entram em campo nesta rodada, mas que têm dois jogos a mais que a equipe paulista. O Goiás segue na lanterna da competição, com apenas 12 pontos conquistados em 18 partidas.

 

 

O São Paulo começou o jogo pressionando o Goiás e só não abriu o placar no início do confronto porque o goleiro Tadeu estava em noite inspirada. Logo aos 7 minutos, Igor Gomes chutou de longe, obrigando o arqueiro alviverde a fazer bela defesa e colocar para escanteio. Na cobrança, Luciano quase marcou, mas finalizou para fora. Dez minutos depois, o atacante deu passe açucarado para Juanfran que tentou o cruzamento, mas Tadeu, com os pés, salvou o gol do time da casa.

 

 

No primeiro ataque organizado do Goiás, veio o gol. Vinícius e Fernandão tabelaram, Tiago Volpi e Bruno Alves se atrapalharam e a bola sobrou para o próprio Fernandão, que marcou o primeiro da partida. Não demorou muito e o São Paulo conseguiu o empate. Juanfran cruzou para Brenner cabecear. Tadeu fez a defesa e ficou a dúvida se a bola teria ultrapassado a linha do gol. A arbitragem, com o auxílio do VAR, entendeu que sim e validou. Tudo igual no Morumbi: 1 a 1.

 

 

Após igualar o placar, o Tricolor paulista continuou melhor e encurralou o Goiás em seu campo de defesa. A virada só não ocorreu no primeiro tempo porque Tadeu, novamente, impediu. Aos 36 minutos, Brenner arriscou uma bomba de perna esquerda e o goleiro fez uma grande defesa, jogando para escanteio.

 

 

Confira a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.





Deixe seu comentário: