Ataques DDoS, o que são e como se defender

Se você está lendo este post, espero que você não tenha passado por um ataque DDoS, espero que esteja lendo por mera curiosidade. Neste post vamos tratar desse tipo de ataque malicioso e seus derivados a fim de mostrar como se defender.  Conheça uma das principais armas de hackers que apontam para você…

 

Um ataque DDoS (Distributed Denial of Service / Negação Distribuída de Serviço) consiste em um conjunto de ataques DoS (Denial of Service / Negação de serviço). São diversos atacantes, normalmente computadores zumbis, controlados por computadores-mestres, que por fim é controlado por um hacker. Eles distribuem e coordenam os ataques em um alvo sobrecarregando todo o sistema, deixando-o fora do ar.

 

Esse tipo de ataque tira vantagem das capacidades específicas que se aplicam a todos os recursos de rede. Como já citei, os ataques DDoS causam uma sobrecarga no servidor, tornando-o lento por vários minutos, horas ou dias, e por fim tirando seu site do ar.

 

Isso faz com que você perca muito tempo para restaurá-lo. Afinal você se planejou por meses para criar seu site, pensou em tudo, na identidade visual, escolheu o domínio, contratou uma hospedagem, tudo isso regido por uma boa estratégia de marketing digital, começou a gerar tráfego.

 

Logo seu site começa a ficar lento, poucas pessoas conseguem acessá-lo, ele fica sobrecarregado e se torna indisponível para visitação. Esses são os principais sintomas de um ataque DDoS.

 

 

BASE DE UM ATAQUE DDOS

Para que os ataques do tipo DDoS sejam bem-sucedidos, é necessário que se tenha um número grande de computadores para fazerem parte do ataque. Uma das melhores formas encontradas para se ter tantas máquinas, foi inserir programas de ataques DDoS em vírus ou softwares maliciosos.

 

Os computadores infectados são chamados de zumbis. Esse ataque malicioso tem como objetivo sobrecarregar um servidor ou computador, esgotar todos os seus recursos como memória e processamento, tornando-o lento e fazê-lo ficar indisponível para acesso.

 

 

TIPOS DE ATAQUES DDOS

Como funciona um ataque DDoS você já sabe. Você vai ver agora os principais tipos de ataques DDoS. É de suma importância saber os principais tipos de ataques DDoS e suas características e assim conseguir se proteger desses ataques, que por muitas vezes você só vai se dar conta quando for tarde demais.

 

No geral, eles têm basicamente o mesmo objetivo, que é de sobrecarregar sistemas e tirá-los do ar. Mas cada ataque DDoS tem sua peculiaridade, afinal existem várias variantes deste ataque.

 

 

ATAQUES VOLUMÉTRICOS, OU FLOODS

 

Representam 65% dos ataques DDoS na internet, como todo os ataques do tipo Flood (inundações). Tem como objetivo sobrecarregar a largura da banda dos sites, deixando-os fora do ar, é o tipo mais comum de ataque DDoS.

 

 

NTP FLOOD

 

NTP (Network time protocol / Protocolo de sincronização de horário de rede) é um dos muitos protocolos de rede acessíveis ao público. O ataque NTP Flood é realizado enviando um pacote de IPs falsos do alvo para dispositivos ativados pela internet, executando o NTP sem motivos.

 

Essas solicitações falsas inundam o UDPs com respostas desses dispositivos para o destino, assim o alvo acaba com seus recursos e é forçado a reiniciar.

 

 

UDP FLOOD

User Datagram Protocol é um protocolo de rede, é um método muito comum, consiste em inundar portas aleatórias da máquina de destino com pacotes que fazem com que se execute aplicativos e reporte com um pacote ICMP.

 

 

POD

 

Ping of Death, ou Ping da Morte, é um ataque DDoS que manipula o protocolo de IP, enviando pacotes maiores que o limite máximo de bytes (em IPv4, 65.535 bytes). Pacotes grandes são divididos em fragmentos e, uma vez reunidos, criam pacotes maiores do que essa quantia.

 

Os ataques PoD têm arquitetura muito simples, e podem ser performados usando o prompt de comando e o bloco de notas, o que os torna preferenciais para muitos hackers.

 

 

 

COMO SE DEFENDER DE ATAQUES DDOS?

Você nunca sabe quando um ataque DDoS vai acontecer. E, por isso, não se deixe levar pela tranquilidade do momento, se seu site tem um bom tráfego, se é um possível alvo, o ideal é que você esteja sempre preparado para enfrentar uma situação de possível ameaça.

 

O primeiro passo é se equipar com soluções de defesa. Caso tenha um e-commerce, sugiro que contrate uma agência, assim você pode ir dormir tranquilo, pois há profissionais trabalhando para deixar seu site nos conformes.

 

Sem mais enrolação vamos nos defender e evitar um ataque DDoS

 

 

FAÇA UM INVESTIMENTO EM LARGURA DE BANDA

É uma das dicas mais importantes para considerar e efetivas para pôr em prática, se a largura de banda de um site for reduzida, é provável que aconteça que, pelo volume de requisições de acessos, ele passe por sobrecarga e fique indisponível, pois haverá menos pacotes de dados disponíveis.

 

É por isso que ter uma maior largura de banda é importante, assim você consegue suprir a demanda de solicitações de acesso, sem correr riscos de atingir um limite e nem sair prejudicado.

 

 

USE UM FIREWALL PARA GERENCIAR CONEXÕES

 

Essa é uma das contra medidas que definirá se seu site suportará ou não um ataque DDoS, um Firewall, além de atuar como uma barreira de proteção contra a maioria dos ataques DDoS. Abuse dessa ferramenta para impedir acessos volumosos de origens duvidosas.

 

 

PROTEÇÃO CLOUDFLARE

Conheça uma empresa especializada em proteção de sites e aplicativos. A CloudFlare possui um sistema de redes que disponibilizam seu site, este sistema dissolve o ataque e deixa seu site mais rápido, além de contar com um repertório completo de sistemas de segurança, como firewall e outros ataques de DDoS acima de 600 Gbps não são um problema para a rede de 25 Tbps. Segue o link das informações.

 

 

Escrito por: Alisson Julio Silveira

Desenvolvedor WordPress Junior – Studio Silver

Deixe seu comentário: