sexta-feira, 1

de

julho

de

2022

ACESSE NO 

Apreensão de maconha aumenta 151% em 2021 em Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Dados da Polícia Militar mostram, ainda, aumento de 178% na apreensão de ecstasy

Se em 2020, o advento da pandemia fez explodir o número de casos de perturbações em Canoinhas, foram as drogas que protagonizaram a maioria das ações da Polícia Militar durante o ano de 2021. Houve uma verdadeira explosão de apreensões na cidade. É o que mostra levantamento feito pela assessoria de imprensa do 3º Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas a pedido do JMais.

Somente no caso da maconha o aumento foi de 151%. Enquanto em 2020 14,5 quilos da droga foram apreendidos, no ano passado esse número saltou para 36,5 quilos. A popularização da droga ilegal foi tanta que 11 pés de maconha foram apreendidos no ano passado.

De modo geral, houve um aumento substancial em apreensões de drogas na cidade. Enquanto em 2020, a PM havia apreendido 214 comprimidos de ecstasy, esse número saltos para 595 em 2021, aumento de 178%. Apreensão de LSD, sem registro em 2020, teve 79 pontos recolhidos no ano passado. A PM ainda cita 51 unidades de drogas indefinidas.

Segundo o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Silvano Sasinski, os números revelam que os índices de ocorrência já atingiram os patamares anteriores à pandemia e o constante combate ao tráfico de entorpecentes reflete na diminuição de outros crimes, especialmente o roubo, o furto e disputas por pontos de venda de drogas. “Esse aumento considerável nas apreensões de entorpecentes e fechamento de pontos de tráfico, só foi possível através do empenho dos policiais militares do 3° BPM e a integração com a Polícia Civil, Ministério Público e Poder Judiciário. Essas ações de enfrentamento continuarão no decorrer do ano de 2022”, complementa.

REGIÃO

Em Três Barras, também houve apreensão de cinco pés de maconha no ano passado, número que chama a atenção considerando que no ano anterior nenhuma ocorrência semelhante foi registrada.

Mas é em relação ao ecstasy que os números impressionam. Foram 234 comprimidos apreendidos no ano passado, aumento de 387% em relação a 2020. Ainda houve a apreensão de 10 unidades de MDMA, pequenos cristais entorpecentes.

Em Três Barras, também, houve aumento substancial nos casos de violência doméstica.

Em Major Vieira a PM trabalhou intensamente no combate a furtos, mesma realidade de Bela Vista do Toldo.