Ao prender suspeita de envolvimento em execução, Polícia encontra foragidos da UPA de Canoinhas


Local onde os corpos de dois meninos foram encontrados no limite entre Canoinhas e Três Barras/Biluka/JMais

Mulher é suspeita de ajudar na ocultação de cadáver de dois jovens

 

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas cumpriu na manhã desta quarta-feira, 25, o décimo mandado de prisão relacionada ao assassinato e ocultação dos cadáveres de dois rapazes encontrados enterrados em uma cova rasa. Jairo Adriano Smikatz Filho, 15 anos, e Luiz Henrique Padilha dos Santos, 20 anos, foram encontrados enterrados no limite entre os municípios de Canoinhas e Três Barras no dia 30 de julho.

 

 

Uma mulher apontada como uma das dez pessoas que participaram da ocultação dos cadáveres foi presa na BR-280, em Rio Negrinho. Ela foi encaminhada para ao Presídio de Mafra.

 

 

 

Durante a operação para prendê-la os policiais de Canoinhas, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, abordaram dois rapazes que a acompanhavam. Eles são dois dos quatro foragidos da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Canoinhas na sexta-feira, 20. A Polícia não divulgou os nomes dos foragidos detidos.

 

 

 

 

 





Deixe seu comentário: