Anúncio de dobradinha entre Norma e Seleme é recado ao MDB


Juliano Seleme e Norma Pereira selam parceria/Divulgação

Paulinho Basilio diz que “muita gente tem nos procurado”

 

 

RECADO

Começou a fase de pressão entre pré-candidatos a prefeito. Em Canoinhas a dúvida que a reportagem do JMais de sábado passado colocou – afinal Norma Pereira será vice de Paulinho Basilio ou Basilio será vice de Norma? – começa a ser respondida, nem que seja a fórceps.

 

 

 

Conforme a coluna havia adiantado na terça-feira, 10, Norma selou com Juliano Seleme a dobradinha prefeita e vice. Os dois são do PSDB.

 

 

 

O anúncio nada mais é que um recado para o MDB. O partido não abre mão da candidatura de Basilio. Questionado pela coluna, Basilio disse que “graças a Deus muita gente tem nos procurado, e eu tenho feito várias conversas. No momento oportuno o diretório e executiva, irão bater o martelo”. Perguntado se há algum nome em vista para sua vice, Basilio diz que “seja quem for, ele ou ela será o ou a futuro(a) vice-prefeito(a) do município”.

 

 

 

 

Basilio está bastante animado e conta com uma militância aguerrida. Essa mesma militância é o ponto de intransigência para uma coligação com Norma. O partido não aceita ser vice. O raciocínio é coerente. O MDB venceu três eleições seguidas e perdeu para Beto Passos (PSDB) por uma margem estreitíssima de votos. Aceitar ir na vice de alguém (nada pessoal) seria assumir para si uma posição que o partido não acha justo.

 

 

 

Claro que há muitos outros fatores a serem considerados. Norma tem muito mais tempo na política que Basilio, tem uma história que há de fazer diferença na disputa. Ademais, MDB e PSDB sabem que perdem se não se unirem, ainda mais que enfrentarão um candidato a reeleição que, pela própria condição larga em vantagem.

 

 

 

 

O PSDB fez o primeiro gesto de pressão. Cabe ao MDB ignorá-lo e arriscar ainda mais a candidatura ou voltar para a mesa de negociações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SUPLENTE

Uma das questões que Norma Pereira deve responder na entrevista que concederá ao vivo ao JMais neste sábado, 15, a partir das 10h30 (transmissão pelo Facebook) será o que ela pretende fazer se seus dois intentos forem bem-sucedidos: ser eleita prefeita e convocada, ao mesmo tempo, para o Congresso Nacional como primeira suplente de Carmem Zanotto (Cidadania), pré-candidata de Lages. Trata-se de uma bela sinuca de bico. Contudo, o PSDB já tem uma resposta pronta para quem fizer esta pergunta: Beto Cunha (PSDB), terceiro suplente de Carmem, saberá recompensar Canoinhas pela generosidade de Norma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM VOZ

O PRTB, que segue resoluto em Canoinhas com a pré-candidatura de Ivan Krauss, corre o risco de ficar sem tempo de rádio. O partido do vice-presidente Hamilton Mourão e outros oito partidos irão ficar de fora da partilha do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão nas eleições municipais deste ano. Desde a publicação da Constituição, em 1988, é a primeira vez que haverá legendas de fora desse bolo da propaganda eleitoral.

 

 

 

Até as últimas eleições, 10% do tempo total da propaganda eram distribuídos igualitariamente entre todas as legendas. Partidos nanicos, por exemplo, conseguiram em 2018 ao menos anunciar suas candidaturas principais em cerca de dez segundos.

 

 

 

 

Como não haverá coligação para a proporcional, os candidatos a vereador do PRTB ficariam de fora do tempo de rádio. Já Krauss dependeria de coligações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GRIPÃO

Vereador de Três Barras, Fabiano Mendes (PL), esteve em quarentena por duas semanas depois de passar por um gripão. Apesar da febre alta, testou negativo para covid-19. Foi mesmo uma forte gripe da qual já está recuperado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRELIMINAR

Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Respiradores receberam, na tarde desta quarta-feira, 12, o relatório preliminar da investigação sobre a compra dos 200 respiradores artificiais pela Secretaria de Estado da Saúde com pagamento antecipado de R$ 33 milhões, que não foram entregues. A leitura, discussão e votação do relatório final está programada para a próxima terça-feira, 18.

 

 

 

 

O relatório traz o resultado das investigações feitas pela CPI durante mais de três meses de trabalho. Ao todo, foram mais de 30 depoimentos, além das informações compartilhadas pela força-tarefa do Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado e Polícia Civil que também investiga a compra dos respiradores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OBRA

Vereadores de Três Barras receberam nesta quarta na sessão virtual da Câmara o secretário de Planejamento do Município, Zair Packer, para questioná-lo sobre as obras que estão em ritmo lento na avenida Rigesa.

 

 

 

 

Packer esclareceu que a obra havia sido licitada para a empresa Prado & Prado, que admitiu não poder tocar a obra depois de receber várias notificações. A segunda colocada, Progresso Ambiental – enrolada com denúncia de suspeita de fraudar licitação em Canoinhas – assumiu a obra, mas a lentidão continuou. A culpada, segundo a empresa, é a pandemia. “A empresa está sendo notificada a todo o momento”, afirmou.

 

 

 

 

 

Um dos maiores questionadores sobre a obra da avenida Rigesa, Marco Antonio de Souza (MDB), não participou da sessão alegando problemas de saúde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIGITAIS

A juíza Inês Marchalek Zarpelon, da 1ª Vara Criminal de Curitiba, que causou revolta ao mencionar a raça de um réu em uma sentença em que condena sete pessoas por organização criminosa, já atuou em São Mateus do Sul. A sentença é sobre um grupo acusado de fazer assaltos e roubar aparelhos celulares de vítimas nas Praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e Tiradentes, no centro de Curitiba.

 

 

 

“Seguramente integrante do grupo criminoso, em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta os delitos e o seu comportamento, juntamente com os demais, causavam o desassossego e a desesperança da população, pelo que deve ser valorada negativamente”, anotou a magistrada.

 





Deixe seu comentário: