Anúncio de Carmem Zanotto aumenta chance de Norma Pereira assumir suplência no Congresso


Deputada federal anunciou que pretende concorrer à prefeitura de Lages

CHANCE

O anúncio da deputada federal Carmem Zanotto (Cidadania) de que pretende concorrer à prefeitura de Lages em 2020 abre a brecha que a vereadora canoinhense Norma Pereira (PSDB) esperava para decidir se concorre ou não na majoritária no ano que vem. Carmem goza de grande prestígio na sua cidade natal e somente um fato novo bastante grave a tira da disputa.

 

 

 

Se eleita, Norma, como primeira suplente da coligação depois da morte de Marco Tebaldi (PSDB) terá dois anos para exercer o cargo de deputada federal. Seria uma grande vitória não só para ela, mas também para o Planalto Norte, que não tem representante nem ao menos na Assembleia Legislativa de SC.

 

 

Se Norma optar por aguardar o desfecho da eleição em Lages, sai de cena uma personagem importante da disputa pela prefeitura de Canoinhas, o que muda bruscamente o cenário. O MDB, por exemplo, ainda não sabe quem será seu candidato a prefeito, mas tem certa unanimidade em quem quer de vice, nesse caso,  Norma.

 

 

 

 

 

 

AGUIAR TRANQUILO

Quem viu a entrevista do ex-deputado estadual Antonio Aguiar à coluna no sábado pode perceber como Aguiar está mais tranquilo. Nos bastidores disse que acordar cedo e ir tomar café com a mãe nonagenária que mora agora ao lado de sua casa, não tem preço. “Aprendi a valorizar as coisas simples da vida”, comemora.

 

 

Como a entrevista deixa claro, no entanto, ele não perdeu a verve política, tanto que não descarta ser candidato em 2022.

 

 

 

 

 

 

 

ISIS EM MAFRA

A médica perita do INSS de Canoinhas, Isis Pintado, saiu da licença para fazer perícias na qual havia entrado há anos alegando síndrome do pânico.

 

 

Agora, no entanto, ela foi designada para trabalhar em Mafra, para onde se desloca diariamente para realizar perícias médicas. Canoinhas segue sem perito.

 

 

 

 

 

 

ANIMAIS

O Senado pode aprovar nesta terça-feira, 3, uma lei que proíbe o sacrifício, para fins de controle populacional, de cães, gatos e aves por órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e estabelecimentos similares. As regras para esse controle por casos de doenças infecciosas típicas de animais e que podem ser transmitidas para seres humanos e vice-versa estão previstas no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 17/2017.

 

 

 

 

 

 

AMÉM

Templos religiosos e entidades beneficentes de assistência social poderão continuar isentos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) até 31 de dezembro de 2032. A proposta, um projeto de lei complementar (PLP 55/2019) de autoria da deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ), aprovada em maio pelos deputados, pode ter a última votação no plenário do Senado, nesta terça-feira, 3, em regime de urgência.

 

 

 

 

 

 

 

 

A PONTE

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as obras de restauração da ponte Hercílio Luz chega ao seu momento crucial. Nesta segunda-feira, 2, a partir das 14 horas, o relator deputado Bruno Souza (Novo), apresenta o relatório final com o apontamento de indícios de crimes e atos de improbidade administrativa feitos por integrantes da iniciativa privada e gestores públicos que atuavam nas obras de restauração do maior símbolo turístico catarinense. Amanhã, às 17 horas, os deputados integrantes da comissão aprovam ou não o relatório para depois ser votado em plenário.

 

 

 

 

 

 

 

 

5%

dos produtos em destaque em sites em outubro entraram na black friday

 

 

 

 





Deixe seu comentário: