Alimentação e consumo consciente


Mudanças alimentares transformam rotina

 

 

Algo que vem caminhando junto com o veganismo é a alimentação consciente, termo recente, mas já considerado como tendência comportamental. Todas as nossas refeições podem ser pensadas antes, e um bom planejamento pode fazer diferença na sua alimentação e na sua saúde.

 

 

Quando fala-se sobre veganismo a primeira coisa que pensamos são em produtos caros, mais valorizados no mercado e coisas difíceis de encontrar em cidades pequenas. Como vivemos no interior, algumas substituições são inevitáveis já que produtos veganos são mais raros nas prateleiras, assim aprendemos a planejar a alimentação e a consumir com mais atenção.

 

 

Junto com a questão do planejamento alimentar, a alimentação consciente é algo que introduz modos bem específicos na rotina. O termo alimentação consciente tem origem no conceito mindfulness, traduzido como “atenção plena”. Daí surgiu o conceito mindfull eating, ou, em tradução livre, “comer de forma consciente”.

 

 

 

Um conceito novo, que tem como princípio a atenção por tudo aquilo que colocamos no prato, considerando o impacto social, ambiental e também os reflexos em nossa saúde. Ou seja, ao se adotar uma alimentação mais consciente, o objetivo não é apenas o de nutrir o corpo, mas também de buscar equilíbrio entre mente e planeta. Ao ingerimos qualquer alimento, enviamos matéria-prima para nossas células por meio de um produto que pode ter viajado longas distâncias até chegar à nossa mesa. Soma-se a isso a enorme quantidade de seres que participam de tal processo, incluindo os produtores e o ecossistema como um todo.

 

 

 

Para aplicá-la em seu dia a dia, comece mudando pequenos hábitos alimentares, hábitos como investigar a origem dos alimentos que você consome e o impacto que a produção oferece já são primeiros passos. Somos encorajados a exercitar a conexão com os alimentos, sentindo o perfume das frutas e demais alimentos por exemplo. Outro exercício básico da alimentação consciente é fazer as refeições sem distração, um bom exemplo seria começar a adotar isso no café da manhã. A alimentação consciente incentiva a apreciação de cada textura, sabor e aroma sem se distrair com leituras, televisão ou celular.

 

 

 

Mas qual a relação entre a alimentação consciente e veganismo?

Todo mundo já ouviu falar que, para cuidarmos do meio ambiente, é preciso fechar a torneira enquanto se escova os dentes, não deixar luzes acesas à toa e fazer a separação correta do lixo. Mas, você sabia que o consumo de carne é um dos principais responsáveis pelo aquecimento global e pelo desperdício de água? Atualmente, a pecuária é responsável por 70% da área desmatada da Amazônia, sendo que grande parte é usada como pasto e o restante como área de cultivo para plantação de ração. Os números são impressionantes. Para se produzir apenas 1 kg de carne bovina são necessários de 10 a 20 mil litros de água. Esses são apenas alguns motivos para a alimentação consciente e o veganismo serem aliados. Cortando todos os itens de origem animal de sua rotina em apenas um dia na semana, são economizados 3.400 litros de água, sem contar os 24m² de vegetação que ficam salvos do desmatamento.

 

 

 

Acompanhe mais conteúdo sobre veganismo pelo instagram @veganointeior

 





Deixe seu comentário: