Acusado de matar empresário e chacreiro é condenado a nove anos


Fórum da comarca de Canoinhas/Fátima Santos

Ariel Roesler foi absolvido pela morte do empresário

 

 

 

Ariel Roesler, 23 anos, acusado de matar em março do ano passado o empresário do setor de implementos agrícolas Antonio Machado Massaneiro, 66 anos, e seu caseiro, José Alcir Alves Cardoso de Oliveira, 32 anos, foi condenado a 9 anos e 4 meses de prisão. A condenação se deve somente à morte do chacreiro. O Tribunal do Júri decidiu por absolvê-lo no caso da morte do empresário acatando tese de legítima defesa. Massaneiro e Oliveira foram assassinados a tiros na madrugada de 14 de março de 2019, na chácara de Massaneiro na localidade de Salto d’ Água Verde, interior de Canoinhas.

 

 

 

 

A imprensa não teve acesso a detalhes do julgamento porque o processo corria em segredo de Justiça e, por causa da pandemia, o julgamento ocorreu a portas fechadas.

 

 

 

O JMais entrou em contato com a defesa de Ariel, mas seu advogado não atendeu ao pedido de entrevista. A Promotoria, que atuou na acusação, não foi localizada. Cabe recurso da decisão por ambas as partes.





Deixe seu comentário: