quinta-feira, 20

de

janeiro

de

2022

ACESSE NO 

Acusado de matar a companheira a facadas em Canoinhas é condenado

Últimas Notícias

- Ads -

Luciano Soares Ricardo vai cumprir 15 anos de cadeia

O Tribunal do Júri da comarca de Canoinhas condenou a pena de 15 anos, 6 meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado, Luciano Soares Ricardo, de 27 anos. O julgamento aconteceu nesta sexta-feira, 3.

Ele é acusado de ter assassinado a companheira, Josiane Aparecida Taborda Prestes, de 25 anos, em 25 de fevereiro deste ano na Estrada do Pinheirão, localidade do Salto d’Água Verde, em Canoinhas.

Josiane foi ferida com seis golpes de faca distribuídos pelo corpo, sendo um no pescoço, quatro nas costas e um na altura do ombro esquerdo. 

Segundo os bombeiros de Canoinhas, ao tentar socorrer a vítima, Josiane encontrava-se caída no barranco ao lado da estrada, inconsciente, já morta, apresentando ferimento perfurante na região do pescoço, com grande volume hemorrágico ao seu redor.

A Polícia Militar relatou que o homem morava com a vítima com quem tinha um filho de, então, oito meses de idade. Segundo repassado pelo acusado, eles estavam ingerindo bebida alcoólica em uma casa onde iniciaram uma discussão. Ela teria corrido atrás dele com uma faca. Os dois começaram a se agredir fisicamente e, ainda de acordo com o acusado, ao tentar se defender Josiane acabou cortando a própria jugular. Ela portava uma faca em uma das mãos.

A versão dele, no entanto, ficou em xeque com as seis perfurações encontradas no corpo de Josiane. Essas perfurações não são compatíveis com a faca que a vítima inicialmente portava, por isso a PM acredita que o acusado teria jogado outra faca usada para ferir Josiane em um matagal.

“O crime foi cometido por motivo fútil, eis que motivado por um desentendimento entre o denunciado e a vítima decorrente de uma fotografia de uma ex-namorada encontrada por ela no meio dos pertences de Luciano”, detalha a Promotoria na denúncia.