A dieta ideal para os músculos

Créditos da imagem: https://blog.unicpharma.com.br/

Saiba a quantidade de carboidratos que deve entrar no prato de quem gosta de malhar para manter a musculatura reforçada de forma saudável

 

No ambiente de academia, a proteína, responsável pela reconstrução do tecido muscular, reina absoluta na forma de shakes, pós e barras. Mas, se a intenção é ter uma vida saudável, o segredo é uma alimentação balanceada, que leve em conta carboidratos, gorduras, proteínas, fibras, vitaminas e sais minerais.

 

Um plano alimentar que exagera na proporção de proteínas não deixa os músculos mais fortes. Ao contrário: quando falta energia, o organismo apela para as reservas depositadas na massa magra, isto é, nos músculos.

 

O ideal é manter os níveis de glicose sanguíneos estáveis. Para isso a alimentação deve conter uma fonte de proteína magra e outra de carboidrato – esta fornece o açúcar e aquela faz com que a glicose adentre na circulação progressivamente.

 

O carboidrato eleva o nível de insulina no sangue, hormônio responsável pela entrada de glicose nas células e pela reposição do glicogênio muscular, o combustível usado nos exercícios de musculação. Já a proteína é necessária para a construção e manutenção dos músculos.

 

*Texto produzido em parceria com o portal Leet Doc.

Deixe seu comentário: