TRE: 41.885 pessoas estão aptas a votar nas eleições municipais em Canoinhas


Foto: José Cruz/Agência Brasil

10,52% desse eleitorado, a maioria, está na faixa etária dos 25 aos 29 anos; há 19 com mais de 100 anos

 

 

O eleitorado canoinhense que vai às urnas em 15 de novembro para decidir quem será o(a) próximo(a) prefeito(a), vice e vereadores(as) é, na sua maioria, jovem, solteiro e tem ensino médio completo. É o que mostram dados do eleitorado apresentados na semana passada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC).

 

 

 

No total, 41.885 dos 54,4 mil canoinhenses estão aptos a votar em novembro. Destes, 61,93% já se cadastraram no sistema biométrico, porém, por causa da pandemia, esse modo de identificação não será utilizado neste ano.

 

 

 

Duas pessoas vão usar nome social, ou seja, o que não consta como de batismo.

 

 

Um contingente de 273 eleitores se declararam com algum tipo de deficiência física. Destes, a maioria, 170, apresentam problemas de locomoção, exigindo atenção especial. Outros 38 têm deficiência visual e 30, auditiva. Treze pessoas declararam ter algum tipo de dificuldade em votar e 55 elencaram outras deficiências.

 

 

Com uma leve diferença,  a maioria dos eleitores é mulher (51,1%) e jovem. 10,52% dos eleitores estão na faixa dos 25 aos 29 anos. Um pouco abaixo, 10,14% estão entre os com 30 e 34 anos e 9,96% entre os com 35 e 39 anos. 9,90% estão entre 40 e 44 anos e 9,1% entre 45 e 49 anos. Apenas 0,06% (ou 25 pessoas) têm 16 anos, idade em que o voto é opcional, número que sobe para 0,28% (119 pessoas) entre aqueles que têm 17 anos, idade em que o voto também é opcional. Uma curiosidade: o TRE-SC tem registro de 19 eleitores com mais de 100 anos. Outros 265 têm entre 95 e 99 anos. Entre 90 e 94 anos há 368 eleitores registrados.

 

 

 

 

O eleitorado canoinhense, em sua maioria, é solteiro (52,4%). Os casados correspondem a 39,9%; 3,30% são viúvos; 2,64% são divorciados; e apenas 1,77% separados judicialmente.

 

 

 

Em termos de grau de instrução, a maioria (26,42%) tem ensino médio completo e 1,98% são analfabetos.





Deixe seu comentário: