MPE cumpre mandado de busca e apreensão na garagem da prefeitura de Três Barras


Oposição acusa prefeito de abrigar material de campanha dentro do prédio 

O Ministério Público Eleitoral (MPE) cumpriu mandado de busca e apreensão na tarde deste sábado, 21, na garagem da prefeitura de Três Barras, na Secretaria de Obras e Secretaria da Ação Social. Policiais civis e militares prestaram apoio ao cumprimento do mandado expedido pela Justiça Eleitoral.

A coligação formada para apoiar a campanha de Gilson Nagano (PL) a prefeito de Três Barras denunciou ao Ministério Público Eleitoral que o prefeito de Três Barras, Luiz Shimoguiri (PSD), estaria abrigando material de campanha dentro da garagem da prefeitura. Nesta sexta-feira, 20, o vereador Laudecir Gonçalves (PL), recebeu uma ligação telefônica e fotos contendo imagens feitas dentro da garagem com propaganda eleitoral do atual prefeito. Gonçalves chamou a Polícia Militar e, segundo boletim de ocorrência, ambos foram impedidos pelo prefeito de entrar na garagem.

 

 

 

 

Fotos mostram mesas com adesivos da campanha que, segundo Gonçalves, pertenceriam ao acervo público. A suspeita é de que Shimoguiri teria usado as mesas no comitê de campanha. O vereador e os policiais disseram que viram material de campanha queimado atrás da garagem. Shimoguiri apresentou nota fiscal da compra das mesas e disse que elas foram entregues por engano na garagem da prefeitura.

 

 

 

 

Enquanto o MPE não acatava o pleito e formulava o pedido de busca e apreensão ao Judiciário, militantes de oposição fizeram plantão em frente à garagem na tentativa de obstruir a retirada de qualquer material do local.

 

 

 

 

 

O MPE não quis se pronunciar sobre o assunto, mas o JMais apurou que uma caixa de materiais de campanha e um banner foram recolhidos da garagem. Não há informações se material de campanha foi retirado dos demais locais visitados pelo MPE.





Deixe seu comentário: