Construção do desvio rodoviário pauta encontro entre Shimoguiri e o governador Carlos Moisés

Presidente da Câmara, vereador Fabiano Mendes (Bano) e prefeito Luiz Shimoguiri com o governador Carlos Moisés/Divulgação

Prefeito também relatou a situação em que se encontra a Avenida Rigesa

 

Em sua primeira visita oficial ao governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, prefeito Luiz Shimoguiri apresentou prioridades do município de Três Barras na área de infraestrutura urbana.

 


 

Presidente da Câmara, vereador Fabiano Mendes, o Bano (PSD) e demais prefeitos da Associação de Municípios do Planalto Norte (Amplanorte) acompanharam a agenda na tarde desta quinta-feira, 7, na Casa d’Agronômica, em Florianópolis.

 

 

Um dos principais assuntos em pauta foi a construção do contorno/desvio rodoviário, interligando as rodovias SC -120 e PR 151 (acesso a São Mateus do Sul), e considerada pelo prefeito uma medida necessária e emergencial para tirar o tráfego de caminhões do centro da cidade.

 

 

Shimoguiri relatou a precariedade em que se encontra a Avenida Rigesa, principal via da cidade e que serve de corredor para caminhões vindos do Estado do Paraná com destino aos portos catarinenses. “E esse movimento tende a duplicar, em breve, com o término do asfaltamento do trecho entre Irati e São Mateus do Sul”, explicou.

 

 

Como a obra está orçada em aproximadamente R$ 10 milhões, o prefeito solicitou auxílio financeiro para poder efetivá-la. Na ocasião, ele sugeriu que o Governo do Estado custeasse 30% do valor da construção.

 

 

Também pediu para que o governador viesse a interceder, junto à presidência do Badesc, a liberação linhas de financiamento – com juros mais acessíveis e maior tempo de parcelamento – para que o município pudesse pagar os outros 70% da obra.

 

 



O prefeito reforçou a importância do pedido não só para a cidade de Três Barras, mas também para a região, tendo em vista que o município está recebendo o maior investimento privado do Estado de Santa Catarina, que é o da ampliação da fábrica de papel da WestRock, na ordem de R$ 1,2 bilhão.

 

 

“Hoje Três Barras abriga as duas maiores empresas da região (WestRock e Mili S.A). Com o constante processo de expansão delas e de outras empresas da cidade, a expectativa é que, a partir de 2022, o retorno de ICMS ao Estado chegue a R$ 40 milhões ao ano”, frisou o prefeito ao defender a liberação de recursos.

 

 

OUTRAS PRIORIDADES

O prefeito também apresentou pauta solicitando a liberação de recursos para a construção de uma nova ponte sobre o Rio Canoinhas, interligando a Avenida Abrahão Mussi no distrito de São Cristóvão, em Três Barras, à Avenida dos Expedicionários no distrito do Campo d´Água Verde, em Canoinhas. O pleito também foi defendido pelo prefeito canoinhense Beto Passos.

 

 

Para melhorias da infraestrutura urbana da cidade, Shimoguiri ainda pleiteou a liberação de R$ 3 milhões para obras de pavimentação asfáltica, drenagem e escoamento de águas pluviais e de acessibilidade; além de construção de calçadas em diversos pontos do centro e bairros.

 

 

“Esperamos ser atendidos pelo novo governo do Estado, já que as nossas prioridades têm um papel fundamental no desenvolvimento regional”, comentou o prefeito.

 

 

 

 

Deixe seu comentário: