Canoinhas tem Academia de Letras

Foto: Membros da ALB/Thanya Schiessl

Posse dos membros vitalícios fundadores será realizada no dia 30 de maio, em sessão solene

 

A sexta-feira, 2, marcou a fundação da Academia de Letras do Brasil para Santa Catarina em Canoinhas (ALB/SC-Canoinhas). A sessão de instalação foi presidida pelo presidente da Academia local, Pedro Penteado do Prado.

O objetivo dos acadêmicos é a identificação de escritores, estímulo da leitura e da escrita e a organização de segmentos culturais no Planalto Norte. A ALB/SC-Canoinhas tem, inicialmente, 16 membros vitalícios fundadores, ligados às letras, à arte e à cultura: Maria de Lourdes Brehmer, Francisco Péricles Pazda, Giseli Daiana Corrêa, Rosane Godoi, Silmar Golanovski, Pedro Penteado, Mario Renato Erzinger, Adair Dittrich, Andreas Costenaro, Fermina Cassemira de Paula e Silva Carvalho, Miriam Salete Iarrocheski Murakami, Rogério Carvalho, Francisco de Assis Vitovski e Ederson Luiz de Matos Mota, Soeli Regina da Silva Lima e Fábio Rodrigues.

A solenidade de posse dos membros será no dia 30 de maio, no auditório da Faculdade Metropolitana do Planalto Norte (Fameplan), às 19h30, com a presença de representantes da ALB/SC de Florianópolis.

 

MAIS SOBRE A ALB

A Academia de Letras do Brasil (ALB) foi fundada em 1º de janeiro de 2001 para facilitar o movimento nacional e redimensionar a capacidade dos escritores. Em Santa Catarina, a ALB funciona desde novembro de 2011, com a fundação da ALB/SC-Florianópolis. Canoinhas é o 13º município a instalar uma seccional da Academia no Estado.




Deixe seu comentário: